Reconhecimento a quem empreende no campo

01/11/2021

As propriedades rurais catarinenses se destacam cada vez mais como grandes exemplos de empreendedorismo, tanto que hoje são reconhecidas pela excelência. Isso acontece porque as famílias entendem a importância de buscar aperfeiçoamento profissional, oportunidades de melhorias e investimentos em novas práticas e tecnologias. Os jovens, que antes saiam para estudar e não voltavam, agora fazem questão de retornar para casa com novos conhecimentos para implementar inovações nos empreendimentos.

Exemplo disso é o casal Fernanda Wickert Bruxel e Fabio André Bruxel, da empresa rural Família Wickert, da Linha Tigres de Saudades (SC), associados à Cooperitaipu. O casal representou Bertilo Wickert (pai de Fernanda), na 8ª edição do Prêmio Empreendedor Rural Cooperativista - Troféu Aury Luiz Bodanese 2021, neste mês, no Complexo Tabajara, em Chapecó, onde receberam a premiação de 1º lugar.

Para Fabio e Fernanda, a conquista representa um reconhecimento por todas as mudanças implementadas na propriedade ao longo de sua história. O casal atua, juntamente com a família, na bovinocultura de leite e, segundo eles, em 2016 as práticas de melhorias foram intensificadas. Atualmente, a propriedade conta com 68 vacas em produção e um total de 106 animais, contabilizando o rebanho com novilhas e bezerras.

“Além de adotar um novo modelo de gestão, mantivemos as práticas de produção e tecnologias atualizadas, temos todo o cuidado com o bem-estar animal, com melhoramento genético, com as questões ambientais, entre outras inovações importantes para garantir produtividade e eficiência”, destaca Fernanda.

O casal complementa, ainda, que hoje a propriedade é dividida em setores e que as decisões são tomadas em conjunto. A família valoriza a busca constante pelo conhecimento e, além de participar do Programa Encadeamento Produtivo e outras iniciativas da Aurora Coop, também integra o Grupo de Assistência Técnica e Gerencial do SENAR/SC. “A conquista desse reconhecimento nos motiva a inovar ainda mais”, ressalta Fabio.

Eduardo Brancher e Camila Ferrari, da Propriedade Rural Família Brancher, (associados à Cooperitaipu), também são bons exemplos quando o assunto é trabalho em família. Eles representaram o pai de Eduardo, Gilberto Brancher, no evento de premiação do Prêmio Empreendedor Rural Cooperativista, onde receberam o troféu de segundo lugar.

A família Brancher também atua na bovinocultura de leite e, além dos três, conta ainda com o irmão de Eduardo na equipe que comanda a propriedade, situada em Pinhalzinho (SC). O plantel total é de 160 animais, com 85 vacas em lactação. Ao comentar sobre os investimentos na propriedade, eles destacam que sempre tiveram planilhas, metas e outros aspectos que envolvem a organização do empreendimento, mas quando receberam o convite para o prêmio, aperfeiçoaram ainda mais as atividades. “Foi a primeira vez que participamos e receber esse reconhecimento é gratificante”, observa Eduardo.

O casal conta que os investimentos em genética, bem-estar animal, novas práticas, tecnologias e meio ambiente são constantes na propriedade. “Vale a pena tanto pela qualidade do nosso trabalho, quanto pela qualidade de vida e renda. Pensamos muito no que deixar para os nossos filhos”, completa Camila ao mencionar que o casal planeja oficializar a união em breve e que os planos incluem investir ainda mais na propriedade.

André e Daiane Backes, da Fazenda Vô Valdir (associados à Cooperalfa), também representam muito bem o potencial empreendedor que existe no meio rural em Santa Catarina. Com um total de 98 animais, incluindo novilhas e bezerras, o casal também atua na bovinocultura de leite. Eles, que conquistaram o terceiro lugar no Prêmio Empreendedor Rural Cooperativista, contam que iniciaram os programas de qualidade (De Olho na Qualidade e QT Rural) em 2014 e, desde então, não pararam de buscar conhecimentos. “Começamos a fazer um acompanhamento mensal das atividades e utilizar planilhas. Há três anos utilizamos o Sistema Mais Leite, além de trabalharmos com melhoramento genético há 18 anos”, destaca André ao completar que a família foi uma das pioneiras a investir no Compost Barn no Estado.

O casal tem duas filhas que ajudam nas atividades e, para eles, o prêmio é o reconhecimento do esforço de todos. “Nossa intenção, não é somente o lucro, mas também oferecer um produto de qualidade ao consumidor. Procuramos produzir mais com menos e, por isso, investimos em sustentabilidade. Quando a Aurora nos convida para o prêmio, sempre participamos”, explica André.

PRÊMIO EMPREENDEDOR RURAL COOPERATIVISTA

Considerado um dos maiores reconhecimentos do agronegócio catarinense, a 8ª edição do Prêmio Empreendedor Rural Cooperativista - Troféu Aury Luiz Bodanese 2021 homenageia a cada dois anos empresários rurais que se destacam com práticas diferenciadas de melhoria da qualidade de vida e renda, bem como pela contribuição com a preservação do planeta. A iniciativa é da Cooperativa Central Aurora Alimentos, Sebrae e Excelência Santa Catarina. Neste ano, inscreveram-se no Prêmio 149 propriedades associadas às cooperativas filiadas à Aurora Coop e, ao todo, 24 foram premiadas.

Todas as famílias que concorrem à premiação integram o Programa Encadeamento Produtivo, desenvolvido pela Aurora Coop, Sebrae/SC e outros parceiros. Os empresários rurais também participam do Programa Propriedade Rural Sustentável Aurora (PRSA), que há mais de 20 anos vem transformando a realidade do campo, entre outras iniciativas que contribuem para fortalecer as atividades.

Voltar
SAC AURORA - 0800 011 3500
Horário de atendimento:
Segunda a Sexta das 08h00 às 18h00.
Sábado das 08h00 às 15h00.
Aurora

Copyright® Aurora - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por BRSIS